O trabalho na era digital

Para ajudar a pensar sobre o lugar do trabalho na saúde mental, vamos dar uma volta pelo panorama atual. Ou seja, o trabalho na era digital. 

O trabalho na sociedade industrial tinha uma lógica diferente da dos dias de hoje. Havia uma relativa estabilidade das instituições e era preciso exercer controle sobre os trabalhadores para garantir o aumento da produtividade e dos lucros.

Estamos em uma transição, em direção a uma sociedade cuja dinâmica baseia-se na inovação permanente. Nesse cenário, o trabalhador tem como papel principal ser agente da inovação, portanto, não precisa de tanto controle mais, mas de motivação e criatividade.

Novos modos de trabalho

Essa mudança de paradigma gera profundas transformações na infra estrutura econômica e nas esferas sociais e culturais, abrindo espaço para novos modos de trabalho. Agora, sem as rígidas estruturas da era industrial, mas com novos desafios, como a aposta na valorização máxima da pessoa, o que pode desconsiderar a sua subjetividade. 

O perfil de profissional que interessa ao capital hoje tem a ver com a capacidade de abrir mão da própria história, aceitando a fragmentação e um permanente deslocamento. Um profissional criativo e competitivo. Os que não conseguem lidar com essa relação fluida e não se encaixam nesse perfil, estão adoecendo. 

O adoecimento no trabalho

O adoecimento no trabalho tem a ver com a não satisfação oriunda da impossibilidade de exercer suas inclinações. Além disso, as condições de pressão no ambiente de trabalho levam ao esgotamento, o que pode desencadear síndromes do pânico, depressão e, no limite, a Síndrome de Burnout.

O aumento do número de pessoas com queixas de esgotamento físico e outros sintomas relacionados ao desgaste no trabalho, fez com que este se tornasse um fenômeno ocupacional incluído no CID-11 — Classificação Internacional de Doenças, denominado de Síndrome de Burnout.

As condições de trabalho deixam cada vez mais pessoas doentes. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), anualmente, ocorrem 160 milhões de casos não fatais de doenças relacionadas ao trabalho. A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que a depressão já está no topo da lista de doenças que tornam a população incapaz de trabalhar. 

Saúde mental e trabalho

Infelizmente, a maioria das pessoas trabalha baseada somente nas necessidades, sem a possibilidade de realizar suas inclinações pessoais. Nesse sentido, as condições do ambiente e dos modos de trabalhar devem visar a saúde do trabalhador, em todos os seus aspectos.

No entanto, é possível caminhar em direção ao próprio desejo e não em conformidade com a lógica da demanda do mercado. Ou seja, a ideia não é se capacitar para se tornar aquilo que se espera de você, mas entender como você pode se realizar no trabalho e como encontrar um lugar no mundo para tornar isso possível. 

O processo analítico (terapia) convida a transformação do sujeito, onde a sua escolha profissional está mais conectada em responder às suas inclinações. Encontrar um lugar no mundo para o seu desejo é poder encontrar satisfação ao trabalho. 

O momento é oportuno para revisões

Estamos atravessando uma pandemia e precisamos cuidar da saúde mental. Os que podem, estão em casa, trabalhando em home office, outros precisam sair para trabalhar, muitos estão desempregados. Seja qual for o caso, nosso corpo está em menos movimento, o que nos leva a nos deparar com a gente mesmo. 

Essa é uma ótima oportunidade para se perguntar que lugar o trabalho ocupa na sua vida. Se ele tem sido fonte de saúde ou adoecimento. A vida, como era antes da pandemia, era toda feita para nos distrair de nós mesmos. Muitas distrações, muitos afazeres. 

Agora que demos uma pausa, vamos aproveitar para revisar esse e outros aspectos que são fundamentais para a manutenção da saúde mental. Cuide de você. Não é preciso chegar no limite, no esgotamento, para entender o que lhe faz mal. 

Se precisar de ajuda e quiser conversar mais sobre o assunto, entre em contato comigo.

Este é o segundo de uma série de três artigos sobre o tema: o lugar do trabalho na saúde mental, criado a partir de uma palestra realizada por mim na empresa Resultados Digitais. Se quiser receber os próximos, deixe seu e-mail abaixo. (a frequência é semanal!)

Processando…
Sucesso! Você está na lista.

Publicado por Adriana Prosdocimi Psicanalista

Psicóloga e psicanalista. Atua especialmente com consultas online — uma forma de atendimento que rompe as barreiras da distância, facilitando o acesso ao psicólogo, inclusive para os brasileiros que vivem no exterior.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: